top of page

ELEISON COMMENTS DCCCLXIV Por S.E.R. Dom Richard Williansom


(3 de fevereiro de 2024)

VALIDADE DAS CONSAGRAÇÕES

Entre os católicos tradicionais, recentemente foi discutida novamente a questão de se as Consagrações dos bispos católicos realizadas com o novo rito fabricado pelo Papa Paulo VI após o Concílio Vaticano II são válidas como Consagrações ou não. Em outras palavras, podemos ter certeza de que um sacerdote que se submeteu ao novo rito de Consagração é realmente um bispo? A pergunta é de imensa importância, porque a sobrevivência da Igreja Católica e a possibilidade de as almas chegarem ao Céu dependem de bispos válidos, porque as almas precisam absolutamente de sacerdotes e sacramentos para morrer naquele estado de graça santificante sem o qual correm o sério risco de cair no Inferno.

Em termos gerais, há duas escolas de pensamento sobre essa questão. A grande maioria dos católicos, incluindo a Sociedade Nova de São Pio X, conforme reorientada em 2012 pelos sucessores do Arcebispo Lefebvre à frente da Sociedade que ele orientou pela primeira vez em 1970 para defender a Fé e a Igreja contra os estragos da revolução conciliar, não vê nenhum problema. É claro que o Vaticano II (1962-1965) não foi um desastre tão grande, dizem eles, que Deus permitiu que Seus inimigos ganhassem tanto poder dentro da Igreja que pudessem conseguir mexer seriamente com as próprias fontes de seu futuro, o rito de consagração de seus futuros líderes. A simples ideia é ridícula! O Vaticano II foi ruim, mas não pode ter sido tão ruim assim. Infelizmente, foi!




Basta olhar para os frutos, que mostram infalivelmente o que está acontecendo. Entre 20 anos antes e 20 anos depois do Concílio, uma grande quantidade de hospitais católicos, escolas, conventos, seminários, priorados, mosteiros - todos foram fechados ou entregues à guarda de maçãs (Sl. 78, 1). Já houve em algum momento tantas vocações abandonadas, ou tão poucas vocações novas surgindo, como no período após o Vaticano II? Por quê? Certamente porque, por exemplo, a massa de cidadãos de hoje está persuadida de que um assistente social é mais útil do que um padre. Onde não há Fé, pelo menos como costumava ser entendida antes do Concílio, o bispo e o sacerdote têm um desconto em relação ao que são propriamente, e tudo o que lhes resta é fazer uma imitação ruim de alguém que eles não são, como um assistente social. E quem deveria estar pregando essa fé? Bispos e padres! Com o Vaticano II, o Diabo virou a mente dos religiosos do avesso e de cabeça para baixo! Talvez o novo rito de consagração tenha sido, de alguma forma, um problema para os bispos, afinal.

O Pe. Alvaro Calderon é um dos melhores teólogos da Fraternidade, lotado no seminário sacerdotal da Fraternidade na Argentina. Há mais de dez anos, ele escreveu um texto sobre a questão da validade do novo rito de consagração dos bispos. Ele conclui que é muito provavelmente válido", mas não certamente. No entanto, uma vez que bispos válidos são absolutamente essenciais para a vida e a sobrevivência da Igreja, então essa sombra de dúvida envolvida ainda é dúvida demais, e todos os bispos católicos consagrados apenas com o novo rito devem consentir em ser reconsagrados condicionalmente também com o rito antigo, com sua forma sacramental antiga, certamente válida. Da mesma forma, diz ele, todos os sacerdotes ordenados apenas com o rito conciliar de ordenação devem buscar a reordenação condicional com o rito tradicional para reparar quaisquer defeitos graves em seu sacerdócio conciliar.

E onde o Pe. Calderon diz que reside essa sombra de dúvida? Ele diz que a intenção do novo rito não é fazer bispos com autoridade régia, com uma autoridade divina por trás deles imediatamente sobre as ovelhas, verdadeiras nuvens de trovões de Deus; mas sim um facilitador diocesano, um homem simpático, um administrador democrático, pronto para obedecer ao pé da letra à Irmã Snap-dragão local que governa todos os galos no poleiro por quilômetros ao redor, e que está sonhando com o dia em que poderá finalmente celebrar os farrapos que restaram da Santa Missa. Rapazes, mantenham as mulheres em seu lugar, pois elas são insuportáveis quando estão fora de controle! Deus em primeiro lugar!

Sejam bispos ou mulheres, seu estilo de vida é oco? Primeiro, resolvam as coisas com Deus - o resto virá depois.


Kyrie eleison.


Rádio Saletiana

A Tradição Católica em sua casa


70 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

COMENTÁRIOS DE ELEISON DCCCLXVI

S.E.R. Dom Richard Williamson 17 de fevereiro de 2024 CONSELHOS EMERGENCIAIS - I Um leitor muito confuso com o que está acontecendo den

Comunicado aos fiéis

Comunicado S.E.R. Dom Tomás de Aquino a todos os fiéis, acerca da posição Conclavista e da visita do clero ligado a essa posição no Brasil.

Comentarios


bottom of page