top of page

Quaresma

Estamos num tempo penitencial da Igreja, assim como Nosso Senhor vai ao Deserto para vencer o mundo,o demônio e a carne nós também iremos ao Deserto com ele vencer as tentações que nos retiram a graça de Deus, para que purificamos, possamos chegar à Páscoa de Nosso Senhor com bons propósitos de uma vida nova.Nesse tempo que estamos vivendo, onde o liberalismo penetrou as famílias e almas, retirando-lhes a Fé em Deus e o desejo da salvação eterna, faz-se mais urgente um grande ato penitencial em favor da Santa Igreja, pela extirpação das heresias e males do modernismo e pelo fortalecimento da fé daqueles que perseveram nos últimos tempos.

Quando a Igreja iluminava o mundo com a sua glória, não havia sequer um Católico que não fazia jejuns apertados, obedeciam as abstinências, ofereciam sacrifícios de si mesmos e ainda muitos que disciplinavam seus corpos, com duros castigos a fim de que mortificando seus corpos, pudessem enriquecer sua alma na castidade, no amor à pobreza, no desapego dos bens materiais e da temperança nas necessidades fundamentais do corpo. Se hoje, os fiéis não conseguem ser santos como antigamente, deve-se pelo fato de que não vivem como filhos da Igreja e sim como filhos do mundo. Devemos procurar retornar a essa vida mais Santa, colocando em acréscimo: a boa leitura, principalmente a biografia dos Santos e a Sã Doutrina Católica, anterior ao nefasto Concílio Vaticano II, que infelizmente levantou a bandeira dos valores da Revolução Francesa dentro da Igreja.


É preciso que os Católicos retornem a vida espiritual santa, se afastando das facilidades, divertimentos e distrações do mundo e procurando a vida simples e casta que vivia a Sagrada Família. Dedicar mais tempo a Deus e menos as dissipações mundanas, procurando no silêncio a boa meditação oriunda dos estudos mais aprofundados do Catecismo da Igreja Católica e das meditações deixadas pelos Santos que gozam a glória de Deus. Se pretendermos irmos ao Céu como eles, devemos desprezar aquilo que eles desprezaram, isto é, o mundo e seus prazeres. Uma luta cotidiana contra os desejos da própria carne que procura se satisfazer desonrando a Deus com os mais diversos pecados, contra o demônio que a todo tempo está a nosso redor, buscando perder nossas almas e contra o mundo que se tornou o mercado do inferno, oferecendo todo tipo de facilidade para o Católico perder o seu estado de graça.

Nessa Quaresma, procuremos os atos interiores que visam abrilhantar nossa alma na graça: a oração do Rosário diária, seguida de ladainhas e outras orações devocionais, a meditação da Paixão do Senhor, a adoração silenciosa ao Crucifixo, as disciplinas corporais, além dos jejuns de todas as sextas e quartas e as abstinências de carne nas sextas feiras, se possível acrescentando esse obséquio aos sábados pela Virgem Maria. Renunciem as festas, televisões e músicas profanas, coloquem no lugar desses, um bom roteiro de estudo espiritual: sobretudo do Catecismo de Trento e as obras de Dom Marcel Lefebvre, assista palestras no Canal do Mosteiro da Santa Cruz e da Rádio Saletiana, troquem as músicas em suas casas pelos cantos gregorianos, aproveitem mais a Programação da Rádio Saletiana, nesse período e notarão uma grande diferença na disposição de vossas almas para o Sagrado.

Como atos exteriores, visitem os doentes, principalmente aquelas pessoas que precisam de socorro espiritual, façam sempre Atos públicos de Fé, sobretudo a oração do Rosário, em Desagravo ao Imaculado Coração de Maria, visitem os cemitérios para oração pelas almas, troquem as roupas indecentes por vestuário que reflita aquilo que há dentro da alma: a castidade, a bondade e o recato. Doem uma esmola caridosa e sem alardes. Procurem os pobres e necessitados, aliviando suas necessidades corporais e socorram também as espirituais. Façam reparação de erros passados: pedindo perdão de uma ofensa grave, limpando o nome e a honra de alguém que caluniou, assumindo seus erros e devolvendo bens alheios furtados ou emprestados. Sempre mantenha um bom sorriso no rosto e uma palavra santa a todos que lhe rodeiam. Que não se escute da boca dos Católicos, principalmente dos consagrados à Virgem Maria, uma palavra desagradável, de descontentamento ou falta de cordialidade.

Enfim, façam dessa Quaresma, dessa ida ao Deserto, um recomeço para uma Nova vida que virá com a graça da alegria Pascal, lembremos do ensino de São Paulo Apóstolo:

“Se morrermos com Ele, com Ele ressuscitaremos.” (II Timóteo, Cap. II)


Segue abaixo o bilhete da Quaresma, para melhor viver esse tempo. Todas as quartas feiras, serão veiculados na Rádio Saletiana, uma instrução de S.E.R. Dom Tomás de Aquino, para melhor aproveitar esse bilhete:


BILHETE DE QUARESMA 1 folha (1)
.pdf
Fazer download de PDF • 26KB

Comments


bottom of page